Skip to content

Vai dar merda

janeiro 2, 2012

Não será por falta de aviso, pelo menos da minha parte.

O MMA, esporte que mais cresce no mundo, fenômeno de audiência, paixão entre muitos – modinha entre tantos outros – toma um rumo perigoso no Brasil.

Não se trata de uma crise técnica, longe disso. O país tem os campeões de três categorias, pode chegar a quatro ou cinco em um futuro não muito distante. O Brasil vai dominar o UFC nos próximos anos, terá ídolos, cinturões, personagens.

O problema é outro, e muito mais grave. É a maldita mania de que, no Brasil, todo evento busque alguma ligação com o futebol. Aviso antes, pra bancar o chato: vai dar merda.

Primeiro foi Anderson Silva, talvez o maior lutador de MMA de todos os tempos, recordista de vitórias e defesas de títulos no UFC. Um ídolo que poderia ser nacional, sem quaisquer restrições. Mas que optou pelo caminho fácil de vestir as cores do Corinthians.

Anderson no Corinthians: um perigo para o MMA

Depois, Rodrigo Minotauro. Baiano de nascimento, carioca de adoção, que luta com as cores do… Internacional de Porto Alegre. No UFC 134, em agosto, os dois ainda tiveram a companhia de Paulo Thiago, que defendeu o Cruzeiro, nesta “bancada da bola” do MMA.

Durante um treino aberto nas areias de Copacabana, Anderson Silva foi hostilizado por vestir uma camisa do Corinthians. Eu estava lá, e minha primeira reação foi pensar: “Um cara campeão, consagrado, precisava passar por esse constrangimento?”. É claro que não.

De lá para cá, as coisas só pioraram. Incitado por esta rivalidade clubística, o falastrão norte-americano Chael Sonnen declarou-se palmeirense. A mídia adorou – transformou uma luta em uma batalha de rivais do futebol. A diretoria do Palmeiras, que vive levando chapéu em contratações de jogadores, adotou Sonnen. Enviou uniformes e DVDs do clube para o lutador.

Uma irresponsabilidade todas as partes, que não parou por aí.

Em 14 de janeiro, José Aldo defenderá o título dos penas na segunda edição do UFC Rio. Torcedor do Flamengo, ex-integrante de torcida organizada, ele subirá ao octógono com as cores rubro-negras. A diretoria do Vasco, em mais um golpe de genialidade ao contrário, tentou apoiar Chad Mendes, o desafiante. Pelo visto até agora, não deu certo.

Caso a proposta seja aceita, o evento principal do UFC no Rio pode se transformar em um duelo de Flamengo x Vasco. Sem a mesma segurança de um clássico, sem divisão de torcidas, e com dois homens se batendo no centro das atenções. Em estado natural, o UFC não incita mais ou menos a violência do que um clássico de futebol.

Mas com torcedores de todos os tipos – inclusive os piores – espalhados pelas arquibancadas, o evento pode se transformar em uma bomba-relógio.

Não seria a primeira vez. No recém-finado 2011, uma briga entre torcedores de Cruzeiro e Atlético Mineiro durante um evento de MMA matou uma pessoa. Membros de torcidas organizadas das duas equipes estavam entre os lutadores. O evento virou um clássico, sem ter a estrutura para tal.

A torcida de MMA no Brasil ainda não tem uma cara. Tem gente que acompanha os eventos desde a época de Royce Gracie, adeptos dos tempos de Pride e os mais recentes, na esteira do sucesso de Anderson Silva, Lyoto Machida e das aparições do “UFC Combate” na TV aberta.

Pois, por essa irresponsabilidade de clubes e lutadores, o MMA pode se transformar – para muitos torcedores – em uma extensão dos estádios de futebol. E aí, todos os anos de trabalho para dizer que o esporte não estimula a violência, terão caído por terra.

Os clubes, muitos deles sem ídolos e títulos recentes, talvez precisem mesmo se associar a lutadores, as novas estrelas da nação. Mas os atletas não precisam disso. O esporte cresce a cada dia, as bolsas aumentam, a publicidade está aí. Logo haverá livros, filmes, documentários. É só esperar mais um, dois anos; talvez meses.

O UFC não precisou do futebol para ser popular no Brasil. Continua sem precisar para continuar crescendo.

E, se a organização do evento não agir rapidamente, verá crescer um inimigo silencioso. Mas que pode arruinar muito da popularidade recente do MMA no país.

Futebol e UFC não combinam. E se insistirem no erro, repito, vai dar merda.

105 Comentários leave one →
  1. Alan permalink
    janeiro 2, 2012 1:35 pm

    Torcedor de futebol (falo dos verdadeiros e não de simpatizante) já está avisando que é um erro há muito tempo associar futebol ao MMA. Não precisa disso, mas o “país do futebol” não entende p. nenhuma de futebol, essa é a verdade.

    • Rodrigo Medina permalink
      janeiro 4, 2012 11:36 am

      Boa Alan, já estamos avisando faz tempo disso mesmo… pelo menos um colunista conseguiu ver! uffa

    • Roberto Shafel permalink
      janeiro 4, 2012 9:37 pm

      Naaada a ver…!!! Nunca li tanta besteira junto!!!!!!! Quer dizer que se o cara torceu a vida inteira para o Flamengo.. que o maior sonho do cara era vestir a camisa do Flamengo.. e agora que consegue esta oportunidade incrível de representar sozinho uma torcida de 30 milhões de pessoas vem alguns blogueiros igual a você dizer que isso vai dar merda? Ahhhhh.. isso é coisa de torcedor frustrado… ou de algum blogueirinho sem moral querendo aparecer… me poupe!!!

      • RuiMania permalink
        janeiro 4, 2012 11:11 pm

        Roberto Shafel… Acredito que vc tem algum tipo de dificuldade em interpretar textos. O problema não é alguém vestir a camisa do Flamengo, do Vasco ou da puta que pariu, o problema é associar um esporte violento como o MMA ao futebol sem ter condições estruturais para tal. O exemplo disso foi a briga que teve entre torcedores do Cruzeiro e do Atletico após o MMA em Belo Horizonte.

      • Amauri Alves permalink
        janeiro 5, 2012 9:11 am

        Se o cara quisesse vestir a camisa do time, que jogasse futebol, então. O problema é levar tudo pro lado sentimental. É tão difícil assim para as pessoas entender que isso tudo é uma jogada (ruim) de marketing? Não se trata de paixão pelo time, e sim de negócio, e estão fazendo um mal negócio…

      • Sergio permalink
        janeiro 5, 2012 10:55 am

        Vc deve ser de outro planeta ou ser um terráquio sem neurônios!

      • Dani permalink
        janeiro 5, 2012 2:33 pm

        Tem o sonho de representar um esporte com a camisa de …. Futebol Clube? Vá jogar futebol, então! Se for ruim a ponto de não conseguir, tem milhões na mesma situação. Consolo não vai faltar!

      • Thiago permalink
        janeiro 5, 2012 2:34 pm

        Bem como qualquer oportunidade entendo que os atletas aproveitaram a que lhes foi dada e os clubes aproveitaram, não entendo que eles e os clubes estejam errado e sim que o que deve mudar é o NOSSO COMPORTAMENTO EM LIGAR CLUBE TODA HORA AO FUTEBOL, mesmo com dificuldade e até certo amadorismo os clubes de futebol também mantém atletas e/ou equipes em outras modalidades como futsal, voleibol, atletismo, natação, judô entre outras e que dependem da imagem do clube para ter verbas para competir… Bato de novo na mesma tecla o problema está em nosso comportamento em ligar tudo ao futebol e deixar que isso tome proporções maiores de rivalidade, os clubes estão enxergando outros meios de divulgar sua marca e isto é válido desde que seja respeitado contratos com os atletas e que sejam gerido o departamento esportivo de forma profissional.

      • Sandro Nogueira permalink
        janeiro 6, 2012 4:37 pm

        Roberto Shafel como um bom flamenguista que tu deve ser, definitivamente não entendeu o que estava escrito, por favor coloquem fotos com desenhos junto aos textos para que todos especialmente, os flamenguistas possam entender. Sou fã de futebol e artes marciais desde criança e concordo e sempre tive a mesma impressão que “vai dar merda”.

  2. GESTÃO TRIATE permalink
    janeiro 2, 2012 1:38 pm

    Excelente artigo!
    Atuo Gestão e marketing Esportivo e concordo com tudo…
    abraços e parabéns

    • janeiro 4, 2012 11:44 am

      Os clubes de futebol, estão se profissionalizando no mercado esportivo, deixando ser um simples time e se tornando uma marca como nike, adidas e etc. estão se globalizando. O problema é que o povo não enxerga isso.

      • Ana permalink
        janeiro 5, 2012 3:01 pm

        Concordo Raphael Araujo, o povo não enxerga isso e os torcedores (muitos deles) não conseguem dissociar a paixonite idiota, de arrumar briga para impo-la, da marca que esses clubes estão virando e do apoio que estão dando a outros esportes, eu realmente acho que clube de futebol tinha que se restringir ao futebol! Está certo que alguns deles têm equipes de atletismo, natação, ginástica e etc.e dá certo, mas levar isso ao MMA é brincar com fogo!

      • janeiro 7, 2012 12:50 am

        Parabéns Roberto e Raphael, acho que a leitura foi muito bem interpretada por vocês! É óbvio que alguns comentários não precisam de destaque, mas vale ressaltar em uma única pergunta….
        Qual de nós, fazendo parte de um esporte que realmente pode desaparecer a qualquer momento, não faria uma parceria com aquilo que JAMAIS acabará, o futebol?
        Apenas viver de Paixão resolve? Realmente não! Todos precisam de dim dim para sobreviver, não é?
        Parabéns Anderson!

      • janeiro 7, 2012 12:53 am

        Observação: A questão Briga, Bomba Relógio está associada a FALTA DE CULTURA DOS BRASILEIROS!
        Acredito que a maioria, aqui, deve ser contra a copa do mundo no Brasil, não é?
        Realmente é deprimente ver que o próprio povo Brasileiro não acredita no Brasil!
        Forza Brasil!

  3. janeiro 2, 2012 3:13 pm

    Estão cultivando um novo hooliganismo brasileiro. Tantas estratégias para suavizar e melhorar as estratégias para a segurança nos estádios, antes mesmo de chegar a copa e olimpiadas e o UFC vem no caminho contrário.

    Vira junto a nova geração de pitboys, que acha que ser macho é brigar, esquecendo todo o respeito que deveria estar por trás das artes marciais e que Chael Sonnen deixa claro nem saber da existência.

    Acho um desrespeito com a bandeira nacional o que que fazem, colocando simbolos de futebol, vai contra a propria imagem do país (ver a luta do minotauro qdo ele ganha e levanta a bandeira).

    Vale lembrar também thiago, a luta que está sendo agendada para algum estádio, sem muitos detalhes de quem irá lutar e em qual estádio. Nada me surpreenderia se fosse o sonnen com o anderson no morumbi. Pra começar, não há local mais inapropriado para acontecer isso q em um estádio. Seja pela falta de estrutura de visibilidade como também pelo psicológico em fomentar essa idéia e torcidas separadas num esporte que não deveria ser ligado à rivalidade de times em hipotese alguma como também em colocar um palco de combates, num equipamento esportivo onde não deveria ter combate algum sem ser o do futebol.

    Também lembro do Ultimate fighter… o BBB do UFC que vai acontecer aqui no brasil (se não me engano com o wanderlei e o belford como treinadores). Vai ser outro programa que vai massificar sem qualquer restrição a pancadaria pura, sem valorizar o principal do esporte: o respeito ao adversário e a dedicação dos atletas, baseando-se somente em escudos de times e declarações provocativas.

  4. Gabriel permalink
    janeiro 2, 2012 8:06 pm

    Concordo com tudo e parabéns pela visão.
    Sugiro que tente enviar essa análise ao UFC, por ser a maior organização desse esporte e com maior visibilidade, para que eles barrem essa iniciativa.

  5. janeiro 3, 2012 12:31 am

    gabriel, eu acredito q eles não estejam nem aí, pois acredito que essa iniciativa de unir aos times veio pra ganhar de vez o brasil, pra conseguir ingressar no Pan e logo mais nas olimpiadas, como já declararam que querem pra 2020.

    Ganhando o Brasil, estados unidos e méxico já estão ganhos, o que mais falta para ganhar logo o pan? Estratégia. Sem contar que o Dana white num tá nem aí se o futebol no brasil vai voltar a ser violento. Duvido que ele, amigos ou parentes frequentem.

  6. janeiro 3, 2012 1:50 am

    perfeito, concordo plenamente.. ótimo artigo!

  7. Marcio Hasegava permalink
    janeiro 3, 2012 3:59 am

    Concordo com tudo. Esse marketing de merda que os clubes fazem – e lutadores aceitam – realmente pode dar errado.

  8. janeiro 3, 2012 7:38 am

    tem sentido….

    http://paulinhopc.wordpress.com

  9. janeiro 3, 2012 8:44 am

    Perfeito post!

  10. janeiro 3, 2012 9:17 am

    A verdade é que isso tudo não teria problema se os torcedores fossem mais escolarizados.
    Falo isso pq os clubes brasileiros estão se abrindo em outras frentes de mercado como arroz e feijão. O que significa que o futebol quer estar em todo o lugar cada vez mais ganhando a fortuna que os ostenta. Se o torcedor fosse mais politico acredito que a critica poderia ser diferente.
    Mas a realidade é outra. Esses novos investimentos dos clubes de futebol para outros esportes éticamente poderiam ter seus limites. Realizar a luta em um estádio é depositar o interesse sagaz de aumento dos cofres de diretorias perversas que preferem dar uma de ingênuos jogando a responsabilidade no próprio publico que eles formam.
    Torcedores, estudem!!!!!!!!!!!

  11. janeiro 3, 2012 9:34 am

    interessante perspectiva.

    Confesso que quando via os lutadores utilizando camisas dos times eu via somente o lado positivo. Desconhecia esse acontecimento da morte de um torcedor num evento MMA. O seu artigo me fez parar para pensar, e realmente pode dar merda, ou na verdade, pode é dar MAIS merda ainda!

  12. janeiro 3, 2012 2:10 pm

    Eh… realmente sua perspectiva é assombrosamente CORRETA. E isso, só complica ainda mais essa rivalidade que poderia ser sadia, mas se torna cada vez mais doentia e perigosa.

    Se em FUTEBOL, a rivalidade é complicada e gera brigas, o que pensar de uma rivalidade no MMA, um ‘ambiente’ que tem tantos pitboys que se acham novos Anderson Silva e Chael Sonnen?

    O jeito é torcer para que essa febre não se alastrar para outros órgãos desse Brasil.

    Abraço e parabéns pelo blog! Passe depois no nosso blog para trocarmos experiências! Abraço!!!

  13. Leandro permalink
    janeiro 3, 2012 4:18 pm

    Aonde que vai dar merda parceiro?

    Torcedor de organizada e arruaceiro tem verba pra desembolsar no mínimo 700,00 paus num ingresso do UFC RIO????

    • janeiro 3, 2012 4:47 pm

      Tem. E com vários UFCs no Brasil, os ingressos tendem a ficar mais baratos. E se os clubes começarem a dar ingressos, como já acontece nos jogos?

      O preço dos ingressos é o de menos.

      • janeiro 3, 2012 7:09 pm

        Se uma luta acontecer em um estádio… vai bombar de ingresso barato. Ainda mais q a visibilidade vai ser uma merda. Vai lotar, vai lutar tb

  14. Alan permalink
    janeiro 3, 2012 4:51 pm

    Conheço alguns integrantes de TO “porradeiros”, são escolarizados (curso superior completo) e tem dinheiro… rs.

    No Brasil tudo que é violento e ruim associam logo a um bando de pobres analfabetos… rs

    Ontem alguém que curte MMA e tem um blog sobre, retuitou várias mensagens deixando claro que MMA nunca vai ser olímpico e o jiu jitsu está muito longe de cumprir os requisitos para ser.

    • janeiro 3, 2012 7:11 pm

      Pois é. Há muita gente com grana em torcidas organizadas.

      Sobre o mma e jiu serem olimpicos é ótimo que não seja, se for, vai perder mto do esporte pela obrigatoriedade de alguns equipamentos, proibição de golpes. Mas o dana white continua querendo.

  15. breno permalink
    janeiro 3, 2012 6:04 pm

    Vasco não enviou nada para o Chad. Quem enviou foi a Força Jovem Vasco, o que é bem pior. E essa não é a primeira vez que isso acontece. O Vasco já patrocinou o Vitor Belfort no último boom do esporte no Brasil.

  16. Thiago permalink
    janeiro 3, 2012 6:37 pm

    O Anderson Silva não merece fãs ignorantes e burros que não sabem diferenciar.

  17. janeiro 3, 2012 6:52 pm

    Muito bom o artigo, algo a ser seriamente reflitidos por todos…UFC é sinonimo de disciplina, respeito, muito treino, e dedicação, tentar associá-lo com algo (torcidas organizadas do futebol) que explicitamente incentiva um sentimento de animosidade, e de violência gratuíta é uma conduta injusta com esse maravilhoso esporte de artes marciais mistas que sempre primou acima de tudo pela “paz”, pois luta é bem diferente de briga…

  18. janeiro 3, 2012 7:17 pm

    Eu não concordo quando você diz que o Anderson escolheu o caminho fácil. Pra mim, ele fez a opção correta. Vai ganhar dinheiro, se integrar e ter a 2 maior torcida do pais ao lado dele. A culpa não é do Anderson.
    Na questão do Sonnen, realmente… foi uma coisa ridícula! Foi deplorável a atitude de todos, afinal, o Sonnen nunca teve respeito pelo Brasil, nem pelos lutadores deste.
    Sou adepto desde os tempos do Pride, e posso dizer: Depois que virou modinha, perdeu a graça o esporte, endeusam lutadores sem ao menos saber um pouco de luta.
    A maioria que vê recentemente é alienado, não sabe nada e só porque ouviu falar o nome de um lutador acha ele o melhor.
    Consisto meu pensamento em que: não é culpa dos lutadores nem da Organização. Mas sim da falta de bom senso dos clubes e principalmente do Brasil. Futebol é futebol, MMA é MMA. Agora, somente a organização pode mudar isso porque se depender do bom senso brasileiro… vai dar merda.
    Concordo com todo o resto da coluna, parabéns.
    Abraço

    • janeiro 4, 2012 2:41 am

      Mas o Anderson deixou de ter uma torcida brasileira inteira, para ter a do corinthians.
      Ele vai ganhar grana do corinthians, mas se ele fosse desvinculado do time, poderia ganhar de algum outro patrocinador grande. Não precisava ser o corinthians.

      Achei vergonhoso o palmeiras enviar as coisas para o sonnen… não sabia disso. Você apoiar um cara que fala mal do brasil, dos brasileiros, que só perde no triangulo e fala mal do jiu brasileiro e nossos lutadores o palmeiras ainda bateu palmas pra ele.

      O UFC na verdade não está vinculado com isso.. desde que não faça eventos em estádios. Por enquanto é coisa dos lutadores. Eles deveriam proibir esse tipo de envolvimento.

    • wagner permalink
      janeiro 5, 2012 3:52 pm

      Engraçado se MMA é MMA,futebol é MMA,então deveríamos por exemplo acabar com time de basquete do flamengo,judo,atletismo,já que agora o nome de um clube gera violência, vocês se esquecem que quem é violento são os torcedores,não é o clube,muito menos o esporte,e se não fosse por esses clubes dando apoio a outros esportes,só teríamos futebol no Brasil,vocês deveriam dar graças a Deus que os times de futebol tem politica de criar base para outros esportes.Só porque vocês leem um reportagem dessa já concordam,quanta ignorância junta.

      • janeiro 6, 2012 7:54 pm

        A diferença vagner é que ninguém tá incitando por exemplo, daniane dos santos humilhar a daniele hypolito na ginastica olimpica por uma ser de um time e outra do outro. Não há a rivalidade lá…

        Muito menos estão questionando levar esses esportes para um estádio e incitando a rivalidade entre os dois, colocando as torcidas contra em um lugar onde faz-se de tudo para evitar a violência: os estádios….

  19. Fabrício permalink
    janeiro 3, 2012 8:10 pm

    Sempre tem o lado bom e o lado ruim. O hsbc parecia um estádio de futebol, com torcida, gritaria etc, bandeiras de times espalhadas e foi espetacular. Eu tava atrás do bandeirão do Flu, enquanto via muitas outras espalhadas pela arena e não deu em nada.

    Essa parada de vestir camisa de time só prejudica o atleta na hora de comemorar, pq recebe vaia, mas ele ta recebendo grana pra ser vaiado, de certa forma.

    Sobre a violência, duvido que chegue a tanto no UFC. A estrutura e o clima são outros, e com o Dana White o buraco é mais embaixo. A rivalidade não vai passar do que é atualmente.

    • janeiro 4, 2012 2:43 am

      Na minha opinião, o que ficou no hsbc arena foi o mesmo que a cláudia leitte no rock in rio. Tem espaço e ocasião para os dois e os eventos deveriam ser distintos.

      É minha opinião. De que vale dois eventos esportivos diferentes que todo mundo quer fazer ficar igual?

  20. Nelson permalink
    janeiro 3, 2012 9:03 pm

    Ahhh,,,,vá lavar um tanque! Chato pra garaio!

  21. janeiro 3, 2012 10:41 pm

    Nunca concordei com esse lance dos clubes se envolverem com o mundo do mma. E torço para rolar uma treta bem fudida no UFC Rio para para o pessoal da Organização ver que isso só irá gerar problemas.

  22. ricardo permalink
    janeiro 4, 2012 2:16 am

    Cara concordo 100% com tudo q tu diz aí em cima, sou gaúcho e praticante de mma, não acho nem um pouco certo misturar as coisas, futebol é uma coisa mma é outra, mas infelizmente estão usando o mma para promover mais um pouco o futebol, e realmente vai acabar mau isso, moro na cidade de Pelotas rs, e aqui tem uma grande rivalidade entre os clubes brasil de pelotas e o pelotas, e a um mes atraz participei d um evento aqui o qual se enfrentaram 2 atletas torcedores da dupla brapel ( brasil e pelotas), o lutador torcedor do pelotas venceu e como a rivalidade é grande aqui, acabou em confusão nas arquibancadas, ninguém morreu, mas ja manchou o esporte aqui. Espero que isso não acabe mau aqui no brasil, mas duvido q no ufc rio deste ano não de confusão nas arquibancadas. Abraço

  23. janeiro 4, 2012 9:19 am

    parabéns pela observação muito bem colocada !

  24. janeiro 4, 2012 10:18 am

    A minha crítica em relação à aproximação dos clubes é que na verdade estão tentando se promover em cima dos caras. Se esse apoio ao lutador que já é conhecido viesse ao lado de uma estrutura e ajuda para quem está começando no MMA para mim não teria problema nenhum.
    Quanto às torcidas organizadas existem brigas na maioria dos esportes que um clube de futebol usa sua imagem. Futsal, vôlei, basquete e até pólo aquático são exemplos de alguns que eu sei que deu merda. Acho que o foco da discussão deveria ser como combater esses marginais. Se houvesse uma política de segurança contra esses caras como aconteceu na Inglaterra, essa preocupação pertinente não existiria.

  25. Kyrius permalink
    janeiro 4, 2012 10:39 am

    O fato é que quando ví Anderson Silva vestindo a camisa do julgado ”timão”, que para mim é o time mais manipulador e possivelmente um dos mais influentes do país, já percebi que isso iria virar merda.
    Concordo com tudo o que está escrito e apoio sua crítica, sem tirar e nem colocar nada.

  26. janeiro 4, 2012 12:07 pm

    Bacaníssimo.

  27. janeiro 4, 2012 12:34 pm

    SE O UFC CONTINUAR NESSE CAMINHO DE MISTURAR LUTA COM FUTEBOL VAI VOLTAR A SER VALE TUDO!

  28. Martchelo permalink
    janeiro 4, 2012 1:36 pm

    Qdo associaram escola de samba e clube já deu merda…MMA tb vai dar é só esperar…

  29. janeiro 4, 2012 3:43 pm

    Eu vi a provocação do Sonen pela TV. Confesso que fiquei com medo e nem sou torcedor de Palmeiras ou Corinthians. Mas a forma que ele provocou, alías, uma bela jogada de marketing, encurtou o pavio da pólvora.

    • Sergio permalink
      janeiro 5, 2012 10:52 am

      Alexandre, esse babaca do Sonen não deve ter noção do tipo de rivalidade doentia que acontece entre as torcidas de Corinthians e Palmeiras, ou então ele é um irresponsável!

  30. Rogerio Filho permalink
    janeiro 4, 2012 6:39 pm

    A burrice começa em aceitar esse tipo de patrocínio… Vou além, a burrice começa em declarar ser torcedor de algum time.

    Claro, todos temos o direito a livre expressão, mas temos que pagar a conta pelo que declaramos.

    Sou praticante de Muay Thai, nao tolero violência, formação em publicidade, bom nível econômico e razoavelmente instruído… mas não sei se gostaria de ver um lutador com a camisa do flamengo comemorando no octógono. Ainda mais um integrante de torcida organizada (coisa que eu mais desprezo, inclusive do meu próprio time).

    O que eu penso é o seguinte: temos que parar de hipocrísia! Quando alguém aparece vestindo com a camisa de algum time VAI perder apoio de muita gente e terá que lidar com isso sem ter que apelar para o “brasileirismo”. O lutador deixa de ter uma identificação com uma grande parcela da audiência (ou seja, a maior burrada).

    E, sim! Concordo que vai dar MAIS merda. Não vejo NENHUM motivo para lutadores brasileiros declararem apoio a algum time. Patrocínio? Acredito não ser o caso, pois eles têm a total condição de arrumar patrocinadores desligados do futebol. Existe um quê de vaidade muito grande por parte dos lutadores também.

    Excelente coluna!

  31. janeiro 4, 2012 8:02 pm

    Tempestade em copo d’água… Que deixem associar UFC com futebol. Não creio que será problemático, que os torcedores farão no UFC o que fazem no futebol.

    E o caso dos torcedores do cruzeiro foi um caso isolado. O problema é o Brasil tem a fama de “dar merda” sempre.

    De qualquer forma, muito bem escrito o texto.

    Abraço!

    • Sergio permalink
      janeiro 5, 2012 10:49 am

      pela sua cara e pelo seu comentário vc deve ser de outro planeta!

  32. Luiz permalink
    janeiro 4, 2012 8:39 pm

    Meu caro, o Corinthians patrocina o Spider Anderson, montou academia etc. Ele defende as cores do clube pq foi contratado e é ótimo q esportes com mais tradição apoiem atletas de modalidades q estão começando a ganhar força. O resto é babaquice de clube pequeno q quer tentar aparecer, tipo dar uniforme pro adversário fingir q defende as cores do clube sobre o qual nunca ouviu falar. Uma pena, mesmo, q os clubes menores não consigam copiar o Corinthians.

  33. Fabio permalink
    janeiro 4, 2012 9:18 pm

    MMA é um esporte assim como o futebol e por isso pode sim ter um clube, não deixo de admirar um bom atleta porque ele joga em outro time, quem pensa assim pensa pequeno!

    Se não for clube serão equipes, times de treino etc…

    O esporte vem crescendo no Brasil e junto com o futebol vai aumentando a sua popularidade

    A rivalidade pode ser sadia

  34. Leonardo Valejo permalink
    janeiro 4, 2012 10:05 pm

    Respeito a opinião de todos, mas eu discordo. O que tem que mudar não é o lutador se ingressar em um clube de futebol, e sim o torcedor ter a consciência que o cara tá representando o Brasil, não o seu time. Em uma luta entre brasileiros, tranquilo a divisão, mas entre um brasileiro e um gringo, o lutador ele é DO BRASIL.Infelizmente, é mais difícil e mais trabalhoso mudar a cabeça de milhões de pessoas do que evitar esse marketing feito pelos clubes.

    Seguindo a linha de raciocínio feita por você, a única coisa que o UFC poderia fazer para evitar isso é proibir o uso do escudo no short do lutador, permitindo apenas a aparição dele na entrada do próprio.

    Abraço

    • Sergio permalink
      janeiro 5, 2012 10:48 am

      O torcedor de futebol jamais vai mudar, pois ele é povão sem cerebro, sem educação e sem noção! Infelizmente o povão deste “país” é isso ai! Quem tem que ter bom senso são os dirigentes, supostamente pessoas de nível superior ao do povão!

      • wagner permalink
        janeiro 5, 2012 3:57 pm

        Caro Sergio,seu comentário foi infeliz,você quer dizer que uma pessoa que não tem nível superior é uma pessoa violenta????
        Meu caro isso se chama preconceito,ignorância,além do mais mudanças ocorrem sempre independente de escolaridade,realmente parece que você não estudou muito não é Sérgio??

  35. alexandre permalink
    janeiro 4, 2012 10:12 pm

    Foda é que os torcedores do Futebol não tem respeito(organizadas) e não vão para torcer e sim para brigar e isso acaba surgindo pelo fato de futebol não incentivar o respeito ao companheiro ao adversário e principalmente o arbitro quando o povo ou torcedores ou organizadas começarem a ter mais respeito não vai precisar nem de grades nas torcidas de estádios nem de divisões com já ocorre na europa e em outros esportes como rugby,baseball e outros.

  36. alexandre permalink
    janeiro 4, 2012 10:16 pm

    E não sou contra os clubes de futebol incetivarem outros esportes mas para isso eles tem de ser clubes e não e só um time pois um clube sempre preza por respeito disciplina e incentiva lazer e outros esportes e não só futebol mas isso tudo tem de ser feito com cuidado pq o torcedor do futebol brasileiro (oque briga) vem tendo um ensino errado de como torcer e seguindo valores errados ou não seguindo valores.

    Desculpem pelos erros de português. estudante do fundamental ainda.

  37. janeiro 5, 2012 12:49 am

    Desculpe, mas acho que há uma redundância no título do seu artigo. “Vai dar merda” ? Ora, uma coisa que “já é” não poderá “vir a ser”. Vale Tudo, Jiu-Jitsu, UFC, MMA, etc., tudo isso JÁ É M…!

    • janeiro 6, 2012 7:56 pm

      ai é uma questão de opinião. Frequente uma academia de verdade, conceituada e vc verá que ela prega mais respeito q a maioria das religiões por exemplo.

  38. Aderval Junior permalink
    janeiro 5, 2012 3:20 am

    Se o Chael Sonnen quer divulgar o Palmeiras de graça porque não fariam isso se aproveitam dele pra divulgar o clube nos EUA. Um clube nada mais é que uma instituição que busca lucro.

    Mas é bem o que você disse mesmo, o Anderson se ferrou nessa com certeza, o pessoal não vai ver o Anderson brasileiro, e sim o Anderson corinthiano, afinal ele não ta entrando com a camisa do brasil e sim com a do corinthians, e não preciso dizer o que acontece quando o corinthians enfrenta um time internacional, a maioria dos times vai torcer sempre contra o corinthians.

  39. Sergio permalink
    janeiro 5, 2012 9:25 am

    Já digo isso desde que o Anderson começou com essa M de colocar camisa do Corinthians! Agora com a contratação do José Aldo pelo framengo eu alertei mais uma vez para o problema! Nosso povinho Tupiniquim tem mesmo o dom de ferrar com tudo que dá certo em outros países!

  40. Gonzaga permalink
    janeiro 5, 2012 11:06 am

    Eu nao gosto de futebol, nao torço para nenhum time e acho ridículo copa do mundo, A parte disso, é um maior erro.ainda associar um clube apenas ao futebol, todos os clubes.acima citados (com exceção do palmeiras que eu não sei) tem equipes em outros esportes. O brasileiro que é burro e acha que é só futebol, e a rivalidade dele tem que ser transferida para outros esportes. Na natação, por exemplo, o Corinthians tem uma ótima equipe, mas não há nenhuma rivalidade com algum outro clube que também pratique o futebol, e sim com o MTC e o.ECP. Atletas entram para clubes de.futebol, não por torcerem para o time, ou pelo “orgulho” da camisa – esse orgulho não existe se não há rivalidade entre clube – e.sim usam a camisa para poder usufruir uma estrutura, e.entrar em um, lucrativo, jogo midiático, proporcionado pelos milhões, de sem-nocao que fazem, compram tudo o que o time faz.

  41. janeiro 5, 2012 11:28 am

    Não devemos associar torcedor de MMA com torcedor de futebol por motivos óbvios,
    os lutadores de MMA se respeitam não importa quem ganhou ou perdeu e as torcidas
    não entram em conflito, ao contrário dos torcedores de times de futebol, que por infe-
    licidade existem aqueles elementos que não são de boa índole e vão aos estádios so-
    mente para cometer atos de crueldade. Porque não falar também daqueles babacas
    que frequentam academias para ficarem fortinhos e saem aí nas noitadas agredindo
    pessoas inocente que nada tem a ver com a revolta deles, só que atacam em bandos,
    não tem coragem para chegar no mano a mano, são uns verdadeiros covardes.

  42. Daniel permalink
    janeiro 5, 2012 11:32 am

    Bom, eu acho engraçado que há bem pouco tempo atrás, a maioria das pessoas envolvidas com lutas no país viviam choramingando pelos cantos que o esporte não tem apoio etc. Ai quando aparece um clube disposto a investir ( digo investir sériamente como o Corinthians fez) os caras também reclamam. Então esperem por patrocinio do Governo Federal, da Petrobás, só que vão morrer de tanto esperar.

    O grande problema são os times aventureiros como Palmeiras, que não dá apoio nenhum financeiro ao esporte e envia camiseta ao panaca do Sonnen. E assim como o Inter e o Cruzeiro que só deram as caras no UFC Rio, devem ter soltado uma merreca pros caras e sumiram de novo.

    E pelo que vejo a relação Corinthians/Anderson além de vir de antes do UFC Rio, continua firme até agora, com vários projetos sendo desenvolvidos.

    Você tá passando um pano é na ignorância do povo brasileiro.

  43. Paula permalink
    janeiro 5, 2012 12:13 pm

    Concordo plenamente com o texto. É ridículo misturar futebol e MMA. Não digo nem tanto pelas brigas de torcida, mas as pessoas têm que saber que brasileiros são fanáticos por futebol. Uma pessoa que poderia ser ídolo nacional começa a receber antipatia. Particularmente, sempre gostei e acompanhei MMA, torcendo mt pra todos os brasileiros (certamente com preferência por alguns). Nunca gostei mt do Aldo (não gosto da forma que ele luta desde que ganhou o cinturão). Pois é…agora com essa união Aldo, flamengo, Rio…sinceramente…não torcerei contra, mas não estou nem aí mais se ele perder…vou até rir. Parabéns Aldo. Bela jogada de marketing….

  44. João permalink
    janeiro 5, 2012 12:33 pm

    vc certamente nao é um lutador e nao sabe como nossa vida é dificil como nosso pão de cada dia é dificil não existe dia de trabalho tranquilo para nós nós não temos férias e nossa vida util no esporte é curta. ai vem um monte de bosta que começa a assistir ufc agora pra dar pitaco em quem pode e quem nao pode nos patrocinar pq ao invé disso vcs nao no patrocinam

    • janeiro 5, 2012 12:50 pm

      Hum, vamos pensar aqui.
      Não sou lutador, isso você acertou.

      “Um monte de bosta que começa a assistir UFC agora”. Essa parte eu não sei para quem você escreveu. Eu alugava fitas VHS do UFC 1, 2, 3… Então vamos parar de escrever besteira sem saber.

      Terceira coisa: o MMA é um esporte grande o suficiente para que os lutadores tenham seus próprios patrocinadores. Ninguém precisa de clube de futebol para isso. Pelo menos esses caras “grandes” como Zé Aldo e Anderson Silva, não precisam.

      Mais uma, agora uma pergunta: pelo que entendi, você está defendendo que – em nome de um patrocínio – o lutador pode expor o público que gosta de MMA a conflitos de torcidas organizadas. É isso? Tudo em nome do dinheiro?

      Abraço, e espero que você seja um grande lutador, que chegue ao UFC e que consiga grandes patrocínios. Nenhum deles relacionado a clubes de futebol.

    • janeiro 6, 2012 3:43 am

      Mas ao mesmo tempo que você diz isso, você sabe muito bem que os lutadores de MMA não tem a mesma vida de lutador que a sua né? O treinamento sim, até mais pesado que o seu muito provavelmente. Mas, convenhamos, os valores deles em patrocinadores (equipamentos e de dinheiro) a grana da luta, não é a mesma que a dos brasileiros em geral. Eles chegaram em um ponto em que não precisam disso. Muito mesmo porque tem muita gente querendo patrocinar… e ele escolheu um time de futebol. Acredito ter sido uma escolha impensada por vários motivos. acho que ganharia mais se escolhesse um patrocinador mais neutro, certeza que tinha.

  45. janeiro 5, 2012 1:51 pm

    Eu sou contra essa opinião.
    Acho que é bom associar com futebol, para dar mais mídia e girar mais dinheiro.

    Assim até os caras que não gostavam de MMA mas gostam de futebol, passarão a gostar de MMA e o esporte se popularizará ainda mais.

    Mas eu respeito a opinião de todos ^^

    • Amauri Alves permalink
      janeiro 5, 2012 2:29 pm

      Mas será que precisa dessa promoção atrelada ao futebol? Ainda apoio a opinião de que o MMA tem força suficiente para virar uma febre sozinho, assim como foi o boxe nos anos 80/90, em que ficávamos acordados até altas da madrugada para ver Holyfield, Hector Macho Camacho, Julio Cesar Chávez, Tyson e outros (e ver o Maguila tomando porrada do Foreman, rsrsrs).

    • janeiro 6, 2012 3:46 am

      mas o que o MMA ganha em trazer essa massificação? O que o esporte ganha? Mais adeptos, pode ser…. mas também ganha muita gente que paga de lutador e sai brigando. Vejo isso aumentando demais nos últimos 3 anos na minha academia. Não duram muito nos treinos por ser pesado, mas entram na academia porq acharam legal e ficam combinando briga na frente de todo mundo. Essa massificação sem cuidado, sem conscientização, não acredito ser positiva, nem para o esporte, nem para a população

  46. Davi permalink
    janeiro 5, 2012 2:22 pm

    Bla,bla,bla, bom em primeiro lugar, gostaria de deixar claro, que nenhum lutador é a favor de brigas fora do octagono, e outra geralmente os clubes, são esporte clube…, ou seja, quer dizer que o flamengo não pode ter um time de basquete???? ou então, o flamengo não pode ter um time de futebol, afinal o flamengo teve um bom time de regata, se não me engano é esporte clube regata flamengo, ou seja, é esporte, não vejo o porque, misturar, uma coisa com a outra, a parte do atleta MMA, é diferente do atleta jogador, como deve ser diferente, a parte do basquete, acho que esporte é esporte e por mais brutal que seja as lutas, nunca vi notícia de briga na torcida do UFC.
    Bom cada um tem sua opinião, mais acho que estão misturando as coisas!!!

    • janeiro 5, 2012 2:26 pm

      Eu também acho que estão misturando as coisas!

      O post, aliás, é justamente sobre isso.

    • janeiro 6, 2012 3:51 am

      Eu acho que o futebol quer unir coisas. Levar a rivalidade de times de futebol para octágonos é ridícula. Por exemplo: sou corinthiana e (hipótese) considero o sonnen muito melhor que o anderson silva. Porque deveria torcer para o corinthiano se acho o ‘palmeirense’ mais competente??? É incabível vincular as duas coisas. patrocinar até não acredito ser tão problemático, o cesar cielo mesmo acho q é do corinthians, no entanto ninguém colocou um palmeirense lá pra rivalizar com ele. A torcida brasileira não fica de um lado ou de outro por conta disso. Porque no UFC tem que ser assim?

      Já basta levarem essa rivalidade até o carnaval – gaviões x mancha … e olha que nem esporte é! Então o conceito Sport club já se mostra falho.

  47. Felipe Lucero permalink
    janeiro 5, 2012 3:10 pm

    Tá bom. Concordo. Isso vai dar merda. Agora vamos ver um outro lado. Os caras não conseguiram um patrocinador sem ser o do futebol. Sabe porquê? Porque ninguém é otário de patrocinar uma coisa que a Globo vai fazer de tudo para não mostrar. Se o Inter patrocina o Minotauro dá reportagem de 20 min no GE, se a Sadia patrocinar, a Globo borra a logo dela na edição da entrevista. Jamais poderemos ter patrocinadores sérios (os quais querem exposição da sa marca) com essa política escrota da Globo. Os times de Basquete e Voleibol do Brasil são patrocinados por grandes empresas, mas a Globo insiste em fazer chamada das cidades que eles representam. Nunca fala o Time do Rexona, é sempre o time do Rio. Se um dia o esporte no Brasil acabar a culpa é das emissoras de tv e dos Jornais que não fazem a parte deles, aapoiando a iniciativa privada a investir no esporte. Os lutadores precisam de grana para treinar e se os clubes bancam, ótimo. Se der merda o UFC no rio a culpa não é dos clubes, mas sim dos veículos de comunicação que desestimulam o investimento no esporte e apí eles acabam ocupando um espaço que está lá vazio e torna-se barato pelas leis do mercado.

    • janeiro 5, 2012 3:22 pm

      A Globo vai mostrar quatro eventos do UFC ao vivo em 2012. Vai mostrar o reality-show The Ultimate Fighter, também.

      O “a Globo não mostra” se aplica ao nome de times-empresa. Se o Anderson Silva entrar no octógono com uma camisa da Honda, a Globo não tem como cortar.

      Se ele fizer comercial para essa empresa, como já fez, idem.

      O argumento de que os lutadores recorrem ao clube para ganhar dinheiro valeria se isso estivesse acontecendo com lutadores amadores. São os maiores do mundo os que se associam aos clubes.

      • janeiro 6, 2012 3:52 am

        Independente do que o thiago falou. Com a fama que o UFC tem, a globo é a de menos. É uma visibilidade internacional, não meramente brasileira.

  48. Alemão permalink
    janeiro 5, 2012 3:27 pm

    Esse texto está repleto de bobagens e opinião pessoal.

    • janeiro 5, 2012 3:42 pm

      Quando às opiniões pessoais, natural. Afinal, é o MEU blog. Logo, um blog pessoal.

      Quanto às bobagens, isso é a sua opinião pessoal.

  49. André Augusto permalink
    janeiro 5, 2012 3:39 pm

    O MMA não precisa do futebol, nem o futebol do MMA, não gosto dessa união, sempre adorei futebol e MMA, como como disse o colunista, o Atleta que poderia ser um idolo nacional, agora vira um idolo corinthiano, eu q sou palmeirense, sempre torci pelo Anderson, hj ele vestindo a camisa do conrinthias vou querer ver ele perder, pra um q usar a camisa do meu time.

  50. Renato permalink
    janeiro 5, 2012 5:33 pm

    Com todo respeito, mas não concordo.
    1º é sim uma bela ação de mkt. Em minutos a as marcas que ali estavam, principalmente a do corinthians, foi vista no mundo todo, por milhões de pessoas. O custo x visibilidade uma das melhores da história.

    2º Perigo pra o MMA? O evento não é nacional, no fim 80% disso tudo vai ocorrer lá fora, contra outros lutadores que não representam times algum.

    3º o problema não esta em associar clube/futebol com MMA, o que tem de mal nisso? O Flamengo tem o Cielo na natação, o São Paulo há tempos atrás teve o João do Pulo e hj tem lutadores no Judo. O problema esta no POVO. Que é um bando de idiótas que não conseguem separar as coisas.

    A pergunta: uma marca deixa de investir, apoiar, aparecer numa oportunidade dessas pelo fato do brasileiro não estar supostamente pronto? Pois é…

    Acho q essa coluna poderia abrir os olhos de quem pensa dessa forma, que se for um tendência mesmo, precisamos estar preparados e pronto.

    abs

  51. Rafael permalink
    janeiro 5, 2012 5:39 pm

    antes de tudo o anderson é contratado do corinthians, ele não usa camisa do time de futebol percebeu? o corinthians é um clube, em um clube pratica-se várias modalidades esportivas incluindo o futebol… o problema não é o cara vestir as cores do clube, o problema é a mídia incitar essa rivalidade e o povo burro q põe futebol na frente de tudo aceitar… quando um atleta de natação ganha, todos nós sabemos se ele é do pinheiros, do cruzeiro… num pode ser assim no mma? o cesar cielo rejeitou o corinthians e treina(ou treinava num lembreo) pelo flamengo… ele ta errado tbm?nós corinthianos temos q torcer contra ele qdo ele for de novo p olimpiada? não né… acho q a questão não é o atleta se sujeitar e sim o povo se educar…

  52. Rafael Pontuschka permalink
    janeiro 5, 2012 6:12 pm

    O cara falou “vai dar merda”. Vai dar merda pra quem?

    Associação ao futebol incita violência? Discordo.
    Tem outros esportes associados à clubes de futebol que não tem violência, assim como tem outros esportes não associados à clubes de futebol que tem, e esse é um problema obviamente fora do esporte também. Está atrelado à negligência das autoridades e outros motivos, o assunto deriva uma longa discussão acerca dos culpados e das soluções.

    Vai dar merda para o UFC? Pra mim, dane-se. É uma empresa e uma marca milionária, os caras tem profissionais pagos pra bolar estratégias de marketing pra ganhar mais grana, que fique com eles esse problema de como explorar a marca em cada país pra lucrar mais.
    Vai dar merda pros atletas? Cada atleta avalia oq é melhor pra ele, e os mais famosos que recebem ofertas dos clubes tem assessores e agentes pensando no que fornece mais dinheiro. Pq o importante é o dinheiro mesmo. Lógico que pensam nos fãs e na repercussão na mídia, claro, pq fã serve pra trazer mais dinheiro, maiores marcas, mais patrocinadores. Inúmeros atletas famosos já caíram no ostracismo depois de aposentarem as chuteiras. No MMA os atletas tem carreira curta e a qq luta podem se acabar pra sempre, eles querem garantir patrocínio, dinheiro pra sustentar suas famílias… No caso do Anderson Silva, o Corinthians viu chance de ganhar dinheiro com ele e ele viu chance de ganhar tb e fecharam contrato, pode haver prós e contras mas tudo foi planejado antes, o presidente do UFC, as marcas envolvidas, a Globo, etc querem construir essa imagem de “maior lutador do UFC” pra ele, blza, ele tem que pensar se isso vai garantir seu futuro ou não. O Popó, o mais recente pugilista pop era o “herói” nacional, mas depois que teve que aposentar tem que dar os pulos, sorte ter eleitores pra colocar ele como deputado. O lutador que desafiou o Anderson Silva, falou, falou e falou até fzer tanto barulho que conseguiu a luta que o White tinha negado até então, usou o Palmeiras, usou oq teve nas mãos e conseguiu, pra ele tanto faz quem tá torcendo, ele quer a luta pra ter dinheiro. Cada atleta avalia oq é melhor pra sua carreira, pra uns é vantagem, pra outros não, não dá pra ficar nessa de fãs do esporte, precisa de grana.

    Vai dar merda pro esporte? Já tá na merda. Oq o UFC trouxe pro Brasil? Oq o país precisa é de educação, financiamento pro esporte, crianças amparadas pelo Estado. O UFC vai criar sonho de oportunidade pra mtas crianças, legal, mas aí continua cada um por si. A associação ao futebol vai ajudar ou prejudicar algo a respeito? Não sei. Tudo oq escrevi é como leigo, apenas hipóteses, mas acho que não muda nada nesse assunto tb.

    O que significa o esporte crescer no Brasil? Mais pessoas assistirem? Mais dinheiro movimentado? Qual legado que o MMA ou só o UFC deixam pro país?

  53. Alan permalink
    janeiro 5, 2012 6:21 pm

    E a culpa é mais uma vez do povo que precisa se educar (óoooo)… Para começar essa história que o Corinthians, Fluminense, Flamengo é um clube de vários esporte é historia do boi tatá. São clubes de futebol, são conhecidos e duram até hoje por causa do futebol e seus torcedores amam seus clubes por causa do futebol e portanto torcem para outras modalidades/atletas como torcem para o futebol.

    Ahhh, isso é questão de educação. Ahã, vai dizer para um flamenguista fanático que ele tem que se educar para torcer para o Flamengo de uma forma que não seja igual ao futebol (faça-me o favor).

    Ah o Cesar Cielo, O Hipólito, a Natalia são atletas de clube. Pqp!! Quer comparar esportes que o brasileiro presta atenção de vez em quando com um esporte igual ao MMA que está virando febre no Brasil e muitos dizem se tornará o segundo esporte mais popular.

    Querer comparar o corinthians com o pinheiros é sacanagem. Pinheiros para mais da metade da população é uma árvore, corinthians é um clube de futebol.

    Onde tem clube de futebol, o torcedor vai torcer para o seu clube e isso inclui rivalidade e leva junto tudo o que tem relação com isso. Não é questão de ter curso superior, ser educado, brasileiro, carioca e sim de cultura brasileira em relação ao futebol.

    Pode não dá merda e o alarme ser falso, mas quem conhece o MMA e o futebol vem criticando essa associação há muito tempo e alerta para esse perigo.

    • Rafael permalink
      janeiro 5, 2012 7:05 pm

      pode dar merda pq provavelmente eles tem a mesma cabecinha q não aceita criticas e/ou oposição, assim q vc… logo um torcedor com outra camisa é um inimigo…

      e isso não é culpa do proprio povo, da cultura e educação? quem é bem criado e educado sabe evitar fanatismo, assim como aceita criticas e procura adquirir mais conhecimentos em vários setores…

      e os torcedores são realmente fanáticos por futebol, esquecem q os clubes precisam de sócios e num dão um real p clube, pq se der vão usar p limpar a piscina e não comprar um jogador (e burro sou eu). daí os clubes sobrevivem com a cota de tv p futebol e depois os espertões ficam reclamando do horario do jogo q a tv comanda…

      e se nota a diferença de educação qdo para responder a uma boa colocação se faz necessário o uso de palavrões…

      educação não é apenas escola… sendo assim num duvido nada q vc seja um desses q brigam por causa de futebol, por uma fechada no transito e afins…

      e se ao inves de acreditar q se associar os dois vai dar merda vc acreditasse q ajudando a educar isso seria evitado? e não precisa citar ingleses brigões no futebol e afins pq existe falta de educação no mundo todo não só aqui…

  54. Bruno Rodrigues permalink
    janeiro 5, 2012 7:32 pm

    Concordo com você. Futebol e MMA são coisas que não devem ser relacionadas. Cada um deve seguir sua trilha. O UFC vem se popularizando no Brasil sem precisar do futebol, e juntando os dois você pode acabar freando um pouco essa popularização, até pela questão clubística colocada em seu texto. O que também acho que não pode existir é a obsessão criada por gente ligada ao MMA de querer desbancar o futebol do posto de maior esporte do Brasil. Alguns lutadores falam sobre isso como se colocar um outro esporte acima do futebol no Brasil fosse uma questão simples. Mais uma vez, são coisas que devem caminhar separadas, sem precisar ou querer passar por cima de ninguém. Que aqueles que organizam o ‘projeto UFC’ tenham consciência disso. O esporte deles vai sim ficar popular, mas nunca mais popular que o futebol.

  55. leonardo permalink
    janeiro 5, 2012 7:55 pm

    PRA MIM VC SO ESTA ARRUMANDO DESCULPAS PRA UM BANDO DE IMBECIL BRIGAR! QUER BRIGAR VA E LUTE, SEJA HOMEM COMO O ANDERSON! CADA UM LEVA A BANDEIRA QUE QUISER! O CERTO NÃO É ACABAR COM O PATROCINIO PARA ATLETAS PROFISSIONAIS, E SIM PRENDER CRIMINOSOS, BANDIDOS! PENSE MACRO, NÃO MICRO!! FUTEBOL SEMPRE FARÁ PARTE DE TUDO NA CULTURA DO BRASIL, QUEIRA VC OU NÃO! O QUE TEMOS Q ACABAR É COM A IMPUNIDADE, A IGNORANCIA!

  56. janeiro 5, 2012 10:54 pm

    Eu discordo completamente. Os clubes são voltados ao futebol, sim. É o que mais dá renda, sem sombras de dúvidas. Mas ainda assim eles têm suas equipes de natação, basquete, algumas de vôlei, até de bocha deve ter, porra, e agora querem falar que não dá certo no MMA? Ah pára! Idiota tem em tudo que é canto, isto é fato, e o idiota no caso não é o cara do blog que expressou sua opinião, mas sim os caras que torcem contra os lutadores só porque “abraçaram” um clube, seja por coração (como o caso do Anderson Silva) ou por dinheiro (vide Minotauro). Que nem os idiotas anti-corinthianos que estão torcendo contra o Anderson Silva por ele ser corinthiano e/ou estão torcendo pro mais idiota ainda do Sonnen (o mesmo imbecil que falou mal dos brasileiros, estes mesmos que esqueceram isso e agora torcem pro cara) que falou que é “palmeirense de coração”… pedaço de madeira no orifício anal dele e de todos estes imbecis que torcem contra os brasileiros no UFC, MMA, Lambda Lambda Lambda…

  57. janeiro 5, 2012 11:03 pm

    O lado financeiro é interessante para ambas as partes …

  58. janeiro 5, 2012 11:42 pm

    Cara, sensacional o seu ponto de vista. Muitas vezes vemos algumas estrelas globais querendo mostrar sua opinião futebolística sem nos dar conta do risco que isso pode provocar.

    Infelizmente muitos bandidos (ops, torcedores), sem noção mistura a disputa da arena com a disputa pela vida e aí é que dá merda…

    Gostei da conclusão da sua matéria. Parabéns.

  59. clayton permalink
    janeiro 6, 2012 12:13 am

    Pode ser que eu quebre a minha cara,mais creio que daqui a 5,6 anos essa moda MMA vai acabar e vira uma outra moda porque o nosso País é monoesportivo!

  60. Bruno permalink
    janeiro 6, 2012 11:18 am

    Do meu ponto de vista a burrice está nos torcedores e não nos clubes, pois o CLUBE Corinthians patrocina o Anderson Silva e não o TIME Corinthians, assim como ocorre no Cruzeiro, e no Internacional de Porto Alegre, a rivalidade é levada para o futebol, por que vivemos no país do futebol, e se fundarem um campeonato nacional de cuspe a distância iremos associar isso ao futebol.
    A partir do momento que os torcedores conseguirem enxergar o Clube e o Time como entidades vinculadas e não como uma só entidade, não teremos mais esse tipo de problema.

    Acredito também que os torcedores de nosso país tem que enxergar o ídolo nacional independente de qual camisa ele vista, sou corinthiano, porém fiquei muito sentido ao ver que o nosso eterno ídolo de 2002 vai se aposentar, vejo o Marcos (goleiro do Palmeiras) como uma pessoa e um atleta incrível, sei que ele morreria pelo Palmeiras mas ainda assim sou um grande fã dele

    Minha intenção não é criticar a matéria e sim expor um ponto de vista não levado em consideração.

  61. bernardon permalink
    janeiro 6, 2012 1:16 pm

    Tema polêmico e atual.
    Tomo a liberdade de reproduzí-lo em meu blog (NAS GRADES).
    Osss.

  62. José Renato Ambrosio permalink
    janeiro 10, 2012 4:52 pm

    Thiagão,

    Texto excelente, argumentos excelentes. Tema tão polêmico quanto….

    Abraços e parabéns – PVC da Fórmula 1!!!

  63. Thiago permalink
    janeiro 16, 2012 6:56 am

    Times sem títulos recentemente? Acho que o botequeiro não acompanha a trajetória do Internacional…

  64. março 14, 2012 3:46 am

    Galera o que eles quer dizer que futebol é futebol MMA é MMa tem duas grandes diferenças entre esses dois esportes futebol jogar bola MMa pancada um exemplo anderson silva VS o cara do flamengo as duas maior torcida do brasil tudo um bando de gente sem ter o que fazer pelo amor neh jah temos morte em estadio agora no MMA também ?

  65. Joao Floripa permalink
    maio 7, 2013 10:40 am

    Perfeita colocação. O resultado final será o mesmo que na Russia e na Inglaterra. Hooligans e gangues torcedoras de futebol (ou não) promovem verdadeiros confrontos ”medievais”. Precisamos disso???

Trackbacks

  1. Ainda o MMA e Futebol « NAS GRADES – MMA®
  2. Will soccer endorsements harm Brazil’s MMA image? | Brazil Tribune

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: